Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores

terça-feira, 22 de setembro de 2009

NOVIDADE: "E-mails ocultos", e já postado o 1º e-mail dessa história

(Fonte: www.jangadabrasil.com.br)
.
A partir de hoje você vai acompanhar os E-mails ocultos. Esse é o título de nossa primeira história, elaborada especialmente para os leitores deste blog. Não anteciparemos o conteúdo desses "e-mails" para não matarmos a surpresa. A cada semana a história será contada com pelo menos um "e-mail" inédito. Abaixo, antes do 1º "e-mail oculto", há uma introdução do autor (J. L. Palhano) a respeito. Qualquer dúvida sobre a história ou quiser outras informações você pode falar pessoalmente com o autor ou mandar um e-mail para nós: novageracaoshekinah@gmail.com, e lhe daremos uma resposta o mais rápido possível. Nosso desejo é que você seja edificado com essa novidade. Não deixe de acompanhá-la até o fim, de dar suas opiniões, e boa leitura!

NG

Começarei logo dizendo a minha fonte de inspiração principal: Cartas de um Diabo a seu Aprendiz (ou Cartas do Inferno, dependendo da editora), de C. S. Lewis. Não sei se você o conhece, mas ele é autor de muitas das belas frases que já postei por aqui e, além disso, é conhecido principalmente por ser o autor da série As Crônicas de Nárnia, composta por 7 livros. 2 desses livros já tiveram suas histórias transformadas em filmes: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa e Príncipe Caspian, que você já deve ter assistido ou deve ter, ao menos, ouvido falar. Mais adiante, em outras postagens, falaria um pouco mais sobre C. S. Lewis, o escritor cristão mais influente do século XX.

Cartas de um Diabo a seu Aprendiz conta, através de cartas, a história de Screwtape (ou Fitafuso, dependendo da tradução), um demônio de grande experiência. Através dessas correspondências, que ele troca com seu demônio-sobrinho Wormwood (ou Vermebile), Screwtape o ensina como levar a sua vítima ou paciente para o inferno. O enredo é basicamente esse.

É claro que isso é a mais pura ficção, mas esse livro contém importantes reflexões sobre as artimanhas do Diabo para levar a humanidade, especialmente os cristãos, para o inferno. Pode ser que os meus "e-mails ocultos" venham a parecer plágios das "cartas infernais" de Lewis, mas a minha intenção não é essa. Quero simplesmente tomar essa sua ideia original e contextualizá-la (o que fica claro com o uso do e-mail, ao invés de persistir com a carta) e deixar a minha marca ao fazer isso.

Sei que não é nada inovador. Sei que o alcance da minha história é restrito. Por isso, e por já ter citado a minha inspiração no início, acredito que não se trata de plágio. Além do mais eu nem pretendo arriscar-me a imitar a ironia e o fino humor lewisianos. Ele foi um gênio! Isso graças a Deus, logicamente. Se você, talvez, já tiver lido Cartas de um diabo a seu Aprendiz, vai poder, então, comparar as duas histórias.

Bem, chega de enrolação! Espero que se divirta – se é que será possível!, mas que também leve à sério as táticas diabólicas que serão relatadas em E-mails ocultos. O inimigo não está de brincadeira; nunca esteve! Por último, você pode está perguntando a si: como ele pode conhecer tão bem as táticas do Diabo, a ponto de escrever sobre elas? Resposta: da leitura de Cartas de um Diabo a seu Aprendiz, da leitura da Bíblia, de outras leituras e de experiência própria. O que sei sobre as artimanhas demoníacas sei pela misericórdia de Deus, mas também posso equivocar-me em relação a uma ou outra. Ninguém sabe tão bem sobre isso, a não ser Jesus.


Que Deus lhe abençoe durante a leitura destas linhas! Amém!

J. L. P.

.

[...] para que não sejamos vencidos por Satanás, porque não ignoramos os seus ardis.

2 Coríntios 2.10,11
.

E-mails ocultos: 1º e-mail
.
De: olarreltenebroso@televoproinferno.cao
Para:
disceramalvadao666@televoproinferno.cao
.
Assunto: O teu clamor desesperado para que te auxilie com a tua vítima
.
Depois de tantos anos sem falar-nos, principalmente depois do teu último vacilo, pensei que não mais teria o desprazer de comunicar-me contigo. Mas já percebi que o teu interesse pelas minhas instruções é sinal de que ao menos, se não tiveres aprendido a não mais cometer os mesmos erros, estás com medo de ser novamente castigado. Mais como tu mereces, verme tolo! Deveria ter sido comprimido por mil braços! Deixarei de lado (por enquanto) esse episódio... Porém, não há como esquecer! No final da vida daquela velha murmuradora, que reclamava do jeito que o nosso Rei se agrada, tu foste incompetente a ponto de não conseguir impedi-la de aceita a Jesus (arg! tenho ojeriza e espasmos quando escrevo esse nome), três dias antes de sua morte! Também, quem é que sabe quando o nosso Adversário ceifará a vida de alguém? Maldito seja! Tentarei deixar de lado esse seu erro colossal. Bem, eu acho que pensas que não tenho nada para fazer aqui nos Estados Unidos, já que o seu pedido demanda algum tempo. No Brasil estão muitos desqualificados como tu, apesar de que nas últimas décadas o nosso Rei tem enviado legiões melhor treinadas para aí, devido o crescimento evangélico. O Adversário nunca para de trabalhar! Não podemos deixar por menos. Aqui, nesta potência mundial, tanto econômica, como espiritual, o nosso Rei tem muitos dos seus planos em estágio avançado. Estás com inveja de mim, Díscera, por que não é chamado para missões de grande porte? Se estás, isso é um banquete para o meu espírito! Quase eu esquecia! Quem pensas que sou para encher a minha caixa de entrada com seiscentos e sessenta e seis e-mails? Pensas mesmo que sou um desocupado como tu e que uso a internet para rir às custas do sucesso dos outros, que estão causando muitas confusões nos redutos cristãos de todo o mundo? Tu estás muito abaixo de mim na hierarquia, e nunca chegarás a meus pés; por isso, poupa-me das tuas imbecilidades. Imaginei que já tivesses dado cabo dessa tua obsessão precoce pelo número "666". Não sabes que não é o momento de fazermos uso em larga escala dele? Sou muito atarefado... mas consinto em orientá-lo, conforme o que foi solicitado naqueles seiscentos e sessenta e seis e-mails ridículos. Com um minuto por dia posso responder teus e-mails. Séculos e séculos de prática, assim como eu, e nunca aprendeste o caminho do êxito. Tu és o mestre dos fracassos! Mas, graças a nosso Rei, nem tudo está perdido. Informaste-me de que tens uma nova vítima. Uma vítima que já acompanhas desde a sua infância. Para dar-te as primeiras instruções preciso de algumas informações sobre esse rapaz que tens que levar para o inferno. Quero informações essenciais; não é possível que não saibas quais são! Aguardando estarei.

Um comentário:

  1. Joemy,
    Esse texto é bastante interessante...já espero a continuação(rsrsrsrs)
    Imaginar Lewis simulando em que um demônio pensa...é criativo e um pouco sombrio, mas que já mostra a missão que um demônio tem de nos tentar nos fraquejar e até mesmo de ficarmos distante de Deus...é uma grande alerta para nós cristãos que muitas vezes deixamos passar pequenos detalhes e são esses pequenos detalhes que o diabo trabalha.

    Deus te abençoe

    ResponderExcluir

nome: