Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

E-MAILS OCULTOS (2º e-mail)

De: olarreltenebroso@televoproinferno.cao
Para:
disceramalvadao666@televoproinferno.cao

Assunto: Os seus novos pedidos e a sua incompetência em não me passar as informações que lhe pedi

Já fui "bonzinho" demais com você ao aceitar ajudá-lo com essa vítima. E estou sendo mais "bonzinho" ainda ao mudar o meu jeito culto, formal, enfim, jeito superior de escrever. O que esteve fazendo nos últimos mil anos? Você pensa, Discera burro dos burros, que eu desenvolvi meu estilo refinado de ontem para hoje? Ao contrário de você, nos últimos mil anos, pelo menos, esforcei-me em ser um tentador melhor e mais sagaz. E você tornou-se um colecionador de fracassos! Se os meus superiores me vissem escrever deste jeito informal que você pediu que eu escrevesse, eu passaria por um grande vexame... Eu, Olarrel, tenho um nome a zelar! Por isso, fique de bico bem calado! Ninguém além de nós pode saber sobre os e-mails que estamos trocando. Ninguém deve nem saber que estou falando com você. Para todos os efeitos a gente não se comunica há décadas. É um "esforço dos anjos" escrever sem a minha natural superioridade vocabular. Como se eu tivesse usado palavras muito difíceis quando respondi o seu último e-mail... Não tenho nada a ver com o fato de você ser um completo débil, mas seguirei na minha linha de "bonzinho" até quando minha paciência suportar. Mas não vá pensando que verá por aqui as reduções ou as gírias fúteis que você aprende ao ver os malditos adolescentes escrevendo (estou usando demais esse verbo) na internet, como, por exemplo, "ta", "blz", "mlr", "bjus", e semelhantes. Não venha com esses fricotes para o meu lado e nada de insistir que, ao usar alguma palavra que a sua burrice desconhece, eu coloque um sinônimo entre parênteses. Vá para o deus que te carregue! Não sou dicionário ambulante! Até agora atendi a todas as suas solicitações idiotas. E meu pedido de informações essenciais? Você pensa que eu tenho a paciência igual a de Jó, aquele insuportável? Ainda veio com essa de "Quais são as informações essenciais?". Inútil! Eu preciso saber a religião dele, as ideologias dele, a idade dele, como são os seus familiares, como andam as suas atividades sexuais (se ele não as tiver iniciado preciso saber também), os seus planos para o futuro, etc etc etc. Se não apresentar o mínimo de presteza no próximo e-mail, eu mesmo capturarei você aí e o entregarei nas mãos do Chefe. Acho melhor não duvidar do que eu sou capaz...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

nome: